15 de junho de 2016

Entrevista com Zaqueu Oliveira

 

Zaqueu Oliveira dos Santos, ou simplesmente Zaqueu para sua pequena legião de amigos, é filho de dona Francisca Dias de Oliveira (Chica), e de ‘seu’ José Carlos Oliveira dos Santos (Zé Carlos).

 

Tem 24 anos de idade, nasceu na cidade de Gentio do Ouro, onde sempre residiu, e de onde nunca saiu por grandes períodos. Estudou no antigo CEMGO (Centro Educacional Municipal de Gentio do Ouro), atualmente CEMEPB (Centro Educacional Municipal Edmundo Pereira Bastos). Concluiu o Ensino Médio em 2012.

 

Zaqueu nasceu portando necessidades especiais que lhe causam graves limitações dos movimentos de suas pernas o impedindo, inclusive, de se locomover sem auxílio. Mas isso nunca foi obstáculo que o fizesse deixar de lutar pelos seus sonhos e de conquistá-los. Ia à escola levado por amigos e/ou familiares, ou puxado em um velocípede. Porém, ainda assim, concluiu o ensino médio no tempo normal.

 

A capacidade de andar que lhe falta foi parcialmente suprida, há cerca de três anos, por uma importante conquista: um quadriciclo dado pelo seu pai, comprado com dinheiro conseguido no garimpo. Se Zaqueu já era engajado nos movimentos sociais antes de possuir seu veículo de quatro rodas, depois dele então, não existiram mais fronteiras. Quem não conhece Zaqueu, “rodando” para um lado e para outro, nas ruas de Gentio do Ouro, em sua “motinha vermelha”?  Zaqueu é aquele clássico exemplo de ser humano a ser imitado. Sempre bem humorado, de nada reclama e tem sempre um sorriso cativante no rosto. É um defensor das coisas que acredita e de alternativas para a juventude.

 

Para os amigos com quem tivemos contato, se existe um adjetivo que pode melhor definir o jovem Zaqueu, certamente, essa palavra é GUERREIRO. E é esse jovem, guerreiro e ousado, que o Blog Conexão Gentio do Ouro entrevista.

 

Conexão Gentio do Ouro | O que você acrescentaria à sua definição que fizemos acima?

Zaqueu Oliveira | Primeiramente, eu agradeço a Deus pela minha vida e depois aos envolvidos nessa entrevista pela oportunidade de falar aqui, um pouco sobre mim, para que as pessoas que ainda não me conhecem, possam me conhecer melhor. Como me definir? É interessante fazer uma descrição sobre mim, menino portador de necessidade especial, mas que não se vê como um deficiente. Nunca me senti deficiente.

 

Guerreiro (como as pessoas dizem), sou sim, onde as limitações nunca me foram obstáculos. Defino-me como uma pessoa normal, alegre, humilde, cheio de vida, engajado no meio da sociedade, onde já fiz de tudo (de bom, é claro). Tive uma infância e adolescência normais e até hoje vivo assim, sempre sorridente. Onde minha “deficiência”, ou melhor, condição especial, nunca foi obstáculo para correr atrás do que sempre quis e dos meus sonhos. Sempre rodeado por familiares e amigos - pessoas de bem - que sempre me ajudaram a conviver no meio da sociedade, como uma pessoa igual às outras.

 

Conexão Gentio do Ouro | Em algum momento da sua vida você já sentiu-se menos capaz por conta das suas limitações físicas? Você já sofreu algum tipo de preconceito, bullyng ou algo parecido?

Zaqueu Oliveira | Bem, a vida da gente é uma caixinha de surpresas, onde passamos por momentos bons e ruins. Talvez eu possa ter sentido isso alguma vez, mas isso nunca foi motivo para me abater e achar que eu não sou ou seria capaz de ir aonde quero, fazer o que eu quero, correr atrás dos meus sonhos e objetivos.

 

Agradeço a minha família por nunca ter me prendido em casa por conta da necessidade especial que possuo. Sabemos que muitas famílias prendem seus filhos em condições semelhantes à minha, por medo que algo de ruim possa lhes acontecer e machucá-los. Agradeço também aos meus amigos por sempre estarem comigo, literalmente me carregando pra um lado e pra outro.  Agradeço ao meu pai por ter me dado a “motinha vermelha”, como muitos a chamam. [risos].

 

Sobre o bullying, ou algo parecido, acredito que sempre tem um ou outro que fala alguma coisinha, olha atravessado etc. Talvez possa já ter sofrido algo assim, mas são coisas com as quais não devemos nos importar, porque a deficiência não existe em nós [portadores de necessidades especiais] e sim, naqueles que fazem esse tipo de coisa [nos olham com preconceito].

 

Conexão Gentio do Ouro | O que lhe motivou a se lançar pré-candidato a vereador no município de Gentio do Ouro?

Zaqueu Oliveira | Bom, antes mesmo que eu pudesse me motivar, são as pessoas que me motivam, conversam comigo, me perguntando por que eu não tento ser um futuro candidato a vereador etc. Dizendo que seria ótimo, que Gentio do Ouro precisa de pessoas como eu, de pessoas jovens, inteligentes, humildes e bem com todos. Daí, devido a muitas pessoas chegarem até mim falando a mesma coisa, meu nome cresceu como pré-candidato e, diante de todos os acontecimentos que vêm se dando em nosso Município, estou seguindo em frente.

 

Porém, hoje o que mais me motiva é querer ajudar o nosso Município e aos nossos munícipes. É querer ver pessoas com necessidades especiais incluídas cada vez mais à sociedade, com mais respeito, igualdade, com projetos que possam incluir e melhorar a qualidade de vida dessas pessoas; é querer criar e ver dar certo, projetos voltados para nossa juventude, praticar mais esportes, ter mais acesso à cultura, mais lazer, aprendendo coisas novas que possam ser úteis futuramente em suas vidas. É também por ver tantas reclamações contra o poder público sem solução, por ver nossos jovens esquecidos; é a vontade de me unir às pessoas na briga para garantir o que é seu por direito, o que está na lei.

 

Motiva-me mais ainda o fato de saber que quem está lá [na Câmara], poderia elaborar projetos em relação a essas situações, poderia olhar mais para nosso povo, para nosso Município e não só para seu próprio umbigo. E eu sinto que poderei fazer diferente. Ajudar só com um carrada de areia, ou de brita, ou um simples remédio não é suficiente.

 

Nosso povo precisa de pessoas que o defenda, que façam projetos, que ajudem melhorar cada dia mais a nossa qualidade de vida. Nossos munícipes precisam de pessoas que andem junto com eles, não só agora em época de eleição. Enfim, o que me motiva é querer ver um Município melhor. Quero estar junto com a sociedade nessa luta por dias melhores. Quero, como vereador, ser parte dessa luta na Câmara de Vereadores, se assim o povo quiser, e Deus permitir.

 

Sonho em ver nosso povo vivendo com mais igualdade e com oportunidades iguais para todos. Por isso sou pré-candidato a vereador.

 

Conexão Gentio do Ouro | O que lhe credencia para se lançar como pré-candidato a vereador?

Zaqueu Oliveira | Acredito ser a minha humildade, meu caráter, o respeito que sempre dediquei às pessoas, minha esperança de ver um futuro melhor para todos, onde haja mais igualdade. Todos me conhecem bem, todos sempre me veem em movimento com os jovens, ajudando aqui e ali, com o que posso, em projetos sociais etc. E acredito que muitos me apoiam por eu ser uma pessoa verdadeira, que com minha inteligência, garra e vontade tenho sempre feito o possível para ajudar ao próximo.

 

Conexão Gentio do Ouro | Caso eleito, pelo que pretende lutar na Câmara de Vereadores de Gentio do Ouro?

Zaqueu Oliveira | Pelo povo, trabalhar sempre correto, fazer projetos baseados nas necessidades do Município e dos munícipes, trabalhar junto à juventude, junto às pessoas com necessidades especiais e seus familiares, junto àqueles que lutam pelo bem do nosso Município (sede, distritos e povoados), que lutam pelo que é seu por direito, pela melhoria na saúde, na educação, na segurança pública. Enfim, lutar sempre por uma Gentio do Ouro melhor.

 

Conexão Gentio do Ouro | Caso seja eleito, você escolherá um lado para se aliar (oposição ou situação), ou se manterá neutro?

Zaqueu Oliveira | Creio que daqui até lá ainda tem muito tempo e um longo caminho a ser percorrido, mas analisarei as propostas para nosso Município, os planos de governo de cada lado; tranquilizo àqueles que por acaso, tenham a intenção de votar em mim, lhes dizendo o seguinte: Podem ter certeza, firmo aqui este compromisso: Nunca irei me aliar a um lado que não defenda o melhor para nosso Município, para nosso povo, e nunca votarei em projetos que prejudiquem, ou não tenham o apoio da população.

 

Conexão Gentio do Ouro | Deixe sua mensagem ao povo de Gentio do Ouro, sobretudo à população mais jovem.

Zaqueu Oliveira | Eu sempre busquei uma saída, uma alternativa para meus amigos, especialmente aqueles que eu sempre vejo nos bares da vida, ou com outros vícios. Eu nunca me importei em dar a ‘cara a tapa' para defender o que acho certo e justo. Eu sempre desejei mudar o que não está certo. É triste ver o futuro do meu Município (muitos dos nossos jovens) indo por água a baixo, ou mais, virando água que pássaro não bebe, ao ver nossos jovens se perdendo em vícios. E pior, ver muitos deles vivendo sem saída, sem esperança que um dia uma oportunidade aparecerá, sem perspectiva de futuro. Minha ideia é ser a ponta de um iceberg que vai trazer os jovens para política.

 

É importante que saibamos o poder que temos quando unidos e organizados. Não dá mais pra ver o nosso Município preso em uma década passada, por pensadores antiquados. Isso é terrível. Eu não quero viver um século atrás, eu quero acompanhar o mundo, eu quero ver todos nós acompanhando o mundo, juntos. E aos jovens eu digo: Nunca percam a esperança. Há sempre uma alternativa. Nunca podemos parar de acreditar num futuro melhor. E é por isso que me lanço pré-candidato.

 

Nosso país passa por transformações importantes. É hora de transformar nosso Município também, a começar pela renovação da Câmara de Vereadores.


Eu sou só Zaqueu Oliveira, grande é a força que os nossos jovens podem ter.

 “A deficiência não existe em nós e, sim, naqueles que nos olham com preconceito”. Que Deus nos abençoe.