19 de janeiro de 2016

Gilliard Henrique é nomeado secretário de Transportes

"A nossa frota está sucateada e o trabalho será intenso para consertar os erros e arrumar a casa", disse.

GENTIO DO OURO | Em 1° de janeiro de 2017, tomou posse o novo prefeito de Gentio do Ouro (BA), Robério Cunha. Um dos primeiros atos do novo gestor foi nomear o seu secretariado para auxiliá-lo na gestão municipal.

A secretaria de Transportes ficou sob a responsabilidade de Gilliard Henrique. Em entrevista, Gilliard Henrique, o novo secretário, descreve a situação em que a frota do município de Gentio do Ouro foi entregue à nova gestão. "A nossa frota está sucateada e o trabalho será intenso para consertar os erros e arrumar a casa", disse o secretário.

 

Jornal Pagina Revista | Gilliard Henrique, como foram encontrados os veículos e máquinas do Município, deixados pelo ex-prefeito Ivonilton Vieira? Fale-nos, também, sobre as estradas vicinais, se possível.

Gilliard Henrique | Meu primeiro ato à frente da secretaria foi realizar um levantamento da situação que estamos enfrentando. Infelizmente, a frota está sucateada; há relatos de crimes contra o patrimônio público, extravio de peças e componentes importantes como baterias de veículos etc. Documentação atrasada, e alguns veículos que sequer foram emplacados. Veículos foram depenados de forma criminosa. Jogaram até terra dentro do motor de um dos veículos. Parece-me que destruíram tudo propositalmente. Quem ama Gentio do Ouro jamais poderia praticar atos tão covardes. Nossas estradas estão em condições precárias, estamos aguardando recursos para solucionar os problemas.

 

Jornal Pagina Revista | Como a nova gestão pretende resolver todas essas demandas? Existem recursos em caixa?

Gilliard Henrique | Infelizmente ainda não dispomos de recursos. O prefeito Robério Cunha está arcando com dívidas deixadas por outras gestões e não conseguimos ter acesso aos recursos da repatriação, o que poderia facilitar os trabalhos. No dia 10 de janeiro/2017, grande parte dos recursos teve de ser utilizada para pagamento de dívidas da gestão anterior; dívidas que chegaram a quase 300 mil reais. Não temos como resolver tudo rapidamente, mas estamos trabalhando com responsabilidade, enxugando a máquina.

O prefeito já sinalizou que quer economizar quando reduziu drasticamente o número de secretarias. A prefeitura não pode ser um cabide de empregos. Da minha parte, estou aprendendo a lidar com a falta dos recursos, e isso nos obriga a economizar e a gastar onde realmente é necessário. O meu objetivo é priorizar as máquinas e veículos mais importantes e que dependem de poucos recursos para consertar. A saúde precisa de boas ambulâncias e os nossos alunos não podem ficar sem um transporte escolar digno. Inicialmente, melhoraremos alguns pontos de diversas estradas, mas sempre contendo despesas. Essa foi a
orientação que recebi do prefeito, e acredito ser esse o caminho.

 

Jornal Pagina Revista | Secretário, quais providências a nova gestão irá adotar para se chegar a possíveis culpados pelos danos causados ao maquinário e aos veículos?
Gilliard Henrique | A princípio, estamos elaborando um relatório, onde apontaremos os danos causados ao patrimônio. Aqueles danos que por ventura forem assinalados como crimes, deverão ser repassados às autoridades competentes. Havendo crime, possivelmente os culpados deverão ser investigados e punidos.

 

Jornal Pagina Revista | Suas considerações finais.

Gilliard Henrique | Agradeço ao Pagina Revista pela preocupação com o nosso Município. A imprensa tem um papel fundamental na nossa sociedade. Quero dizer ao povo que trabalharei sempre para buscar as melhorias. Recebi com muita satisfação essa missão. Acredito ter sido escolhido para o cargo, pelo prefeito Robério Cunha, porque demonstrei ser confiável e capaz. As dificuldades são muitas, mas vamos superá-las. Quero agradecer ao prefeito pela oportunidade que me foi dada e, a melhor forma de retribuir, é trabalhando para ajudar a gestão a ser satisfatória para a população.

 

Espero que, no decorrer do nosso trabalho, o povo possa se enxergar em um Governo dos mais humildes e que se preocupa com as pessoas. Agora não podemos só olhar para trás e buscar culpados por tudo, é hora de olhar para frente, consertar os erros e trabalhar com seriedade. A nossa frota está sucateada e o trabalho será intenso para consertar os erros e arrumar a casa.