18 de outubro de 2016

Morre primeiro juiz da comarca de Gentio do Ouro

Quando criança, José Bispo Santana (esquerda) costumava brincar de ‘fazer procissão com carrinhos de carretéis de linha’, e nos quais escrevia: ‘José Bispo Santana – Juiz de Direito’. Na foto, do lado direito, sua esposa, Gilca Lacerda.

Morre, em Salvador, em 8/10/16, aos 79 anos de idade, José Bispo Santana, primeiro juiz a assumir a comarca de Gentio do Ouro (BA). José Bispo Santana, nascido em Conde, litoral de Salvador (BA) -, Desembargador aposentado, era casado com Gilca Lacerda.

 

Quando criança, José Bispo Santana costumava brincar de ‘fazer procissão com carrinhos de carretéis de linha’, e nos quais escrevia: ‘José Bispo Santana – Juiz de Direito’. Movido pela fé, e guiado pelo poder do sonhar, José Santana parecia traçar seu destino, escrevendo ao seu modo. Num trecho de um poema dedicado ao seu esposo, Gilca Lacerda diz que ele, quando ainda estudante, redigiu uma carta ao presidente do Brasil - na época, Getúlio Vargas -, pedindo-lhe uma bolsa de estudos. A carta comoveu o presidente, que aceitou o pedido.

Em 1964, aos 28 anos de idade, José Santana diplomou-se bacharel em Direito. Três anos depois, assumiu a comarca de Gentio do Ouro (BA) e, em 2002, aos 66 anos, foi empossado Desembargador.

 

José Bispo, educado e sempre gentil, era de muitos amigos, e sempre despertou respeito e admiração de muitos, mesmo dos mais recentes amigos. Ao lado de sua companheira, Gilca Lacerda, parecia ainda mais forte e cativante. “Uma das coisas boas que me aconteceu, foi conhecer este maravilhoso casal”, disse o fotógrafo Cincinato de Oliveira Souza.

 

CENEC - o primeiro Ginásio de Gentio do Ouro

 

O Ginásio Escolar CENEC, foi o primeiro do município de Gentio do Ouro, e teve como idealizadores, o juiz José Bispo Santana, e sua esposa, professora Gilca Lacerda. José Santana era o diretor, e sua esposa, ocupava o cargo de vice-diretora. A tarefa foi árdua, mas com a insistência do casal, e a colaboração de amigos influentes, tudo deu certo. “Poucos sabem que fomos nós, os fundadores do primeiro Ginásio Escolar do Município – depois é que passou a Colégio; na época, recebemos ajuda de nomes importantes como Dr. Rogério, Edmundo Bastos, deputado Dilson Nogueira, e Dr. Djalma Bessa. O Ginásio só podia começar a funcionar com, no mínimo, 100 alunos. Então eu fui aos povoados para conversar com os pais e cadastrar os alunos; para completar a turma, tive de levar cinco alunos de Gameleira, com todas as despesas pagas por mim. Inclusive, a mobília escolar foi conseguida por mim, com ajuda do deputado Dilson Nogueira”, esclarece Gilca.

 

Trajetória de José Bispo Santana

 

- Nasceu em Conde, litoral de Salvador (BA), em 06/12/1936;
- Em 1949, concluiu o curso elementar com média nota 10;
- Em 05/12/1953, concluiu os cursos de Datilografia e Mecanografia;
- Em 08/12/1964, diplomou-se bacharel em Direito, pela Universidade Federal da Bahia; concluiu, ainda, mestrado em Direito Econômico, na mesma universidade;
- Participou de vários Seminários promovidos pela Associação dos Magistrados [da Bahia];
- Foi funcionário técnico, antes da sua magistratura;
- Trabalhou na Previdência Social;
- Em 1967, assumiu a Comarca de Gentio do Ouro (BA);
- Atuou nas Comarcas dos municípios de Maraú, Iguaí, Gandu, Vitória da Conquista. Atuou também, em Salvador, como titular da 4ª Vara Cível, e da 5ª Zona Eleitoral;
- Em 22/03/2002, tomou posse como Desembargador, no Tribunal de Justiça do Estado da Bahia.

 

Veja, a seguir, trechos de um poema da sua esposa, Gilca Lacerda.

 

Veio para Salvador, com coragem e muita garra.
Escreveu uma cartinha ao saudoso Getúlio Vargas,
Pedindo-lhe uma bolsa de estudos.
Com muito carinho e respeito, comovendo o Presidente,
O seu pedido foi aceito.

 

- E num outro trecho, diz:

 

Nunca perdeu a esperança, com sacrifício formou.
Com a ajuda do bom Deus, seu sonho realizou.
Encarou a profissão, com honestidade e amor,
Lutou, sofreu e venceu, hoje é Desembargador.

 

DA REDAÇÃO | Com informações de Gilca Lacerda, para o Pagina Revista.