21 de janeiro de 2018

Obra em imóvel histórico está parada há 3 anos

A obra está paralisada há mais de três anos, e servindo de abrigo para animais.

GENTIO DO OURO | A reforma do prédio histórico onde funcionava a Escola Alfredo Magalhães Sampaio, na vila de Gameleira do Assuruá, município de Gentio do Ouro-BA, está paralisada há mais de três anos, e servindo de abrigo para animais.

 

A reforma do imóvel foi determinada pelo juiz Fernando Antônio Sales Abreu, em setembro de 2014, após tentativa de demolição realizada pela própria Prefeitura.

 

Após manifestação junto ao Ministério Público do Estado, e ao Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia - IPAC, a Prefeitura se comprometeu a reformar o imóvel e colocá-lo em funcionamento. No entanto, a obra nunca foi concluída.

 

O prefeito anterior encerrou seu mandato deixando a obra pela metade; o atual prefeito não dá sinais de que continuará a reforma. O prédio está parcialmente sem telhado, sofrendo ação da chuva e do vento. Restos de materiais da obra continuam na calçada e a porta fica constantemente aberta, permitindo a entrada de pessoas e animais.

 

Espera-se que a Prefeitura de Gentio do Ouro cumpra a decisão judicial e o compromisso firmado com a comunidade de Gameleira e conclua a obra, devolvendo o imóvel ao uso comunitário.

 

Layno Sampaio Pedra