17 de junho de 2016

‘Óleo Diesel Fantasma’ causa lesão ao erário público

O Ministério Público aceitou denúncia e já solicitou oitiva de testemunhas.

GENTIO DO OURO | Mais uma vez o empenho de Gilliard Henrique traz benefícios à população do município de Gentio do Ouro. Desta vez, foi descoberto um esquema de corrupção batizado de "Óleo Diesel Fantasma". De acordo com a denúncia, o atual prefeito supostamente desviou altos valores na aquisição de combustível que deveria ter sido utilizado para alimentar motores do sistema de abastecimento de água em algumas comunidades da Zona Rural do Município, dentre elas, Campestre, Mato do Meio, Amarelo e São Felipe de Dentro. Testemunhas afirmam que jamais receberam um litro de óleo sequer. Além disso, fica mais complicada a situação do prefeito ao tentar enganar o Ministério público, alegando ter abastecido com óleo diesel, o motor da comunidade de Mato do Meio quando, na verdade, a bomba submersa do poço artesiano que abastece a comunidade é elétrica.

 

Segundo a prefeitura, os supostos motores da Marca Agralle, modelo B 95, consumiam 14.400 litros de óleo diesel por ano, ou 300 litros mensais para cada motor, ao custo de R$ 36.576,00 anuais (em média). Esses dados são facilmente contestados por ex-zeladores de água e por alguns moradores que nunca tiveram conhecimento de que essas comunidades rurais receberam tanto combustível, afirmando que a quantidade informada, mesmo que tivesse sido enviada, estaria muito além do necessário; informando, ainda, que há muito tempo a prefeitura deixou de pagar pelo óleo diesel, o que obrigou os moradores a arcarem com as despesas contraídas na aquisição do combustível.

 

Na comunidade de Campestre, os próprios moradores (principalmente os que possuem rebanhos) sempre custearam as despesas com o óleo diesel sem qualquer vínculo com a prefeitura. Mas, segundo informações contraditórias, extraídas de documentos que fazem parte da defesa do prefeito, a comunidade de Campestre recebia o combustível constantemente sob a responsabilidade do sr. Antônio Barreto Neto, este que, segundo a prefeitura, seria o responsável pelo motor. Procurado pela parte denunciante, o próprio Antônio Neto alegou que jamais recebeu qualquer quantia em dinheiro ou qualquer quantidade de combustível para o funcionamento do motor. Segundo ele, os moradores é que sempre pagaram pelo óleo diesel. "Aqui no Campestre nunca entrou um litro de óleo diesel da prefeitura. Nem sei como meu nome foi parar na defesa do prefeito junto ao Ministério Público, porque jamais tomei conta de motor sendo funcionário do Município. Aqui nós sempre pagamos o óleo diesel do nosso próprio bolso. Quero que a justiça seja feita porque eu sou um homem trabalhador e não admito que usem meu nome para praticar irregularidades", declarou Antônio Barreto Neto.

 

Segundo Gilliard Henrique, o Ministério Público já solicitou a oitiva das testemunhas visando instaurar o Inquérito Civil n.º 197.0. 69094/2016 e diz que “a cada dia que passa fica mais evidente que o atual prefeito de Gentio do Ouro perdeu o rumo e está cada vez mais afundado em supostas irregularidades, tendo suas contas do exercício de 2014 rejeitadas pelo TCM - Tribunal de Contas dos Municípios”. E acrescenta: “Após a denúncia, os recursos não foram mais desviados e a contabilidade da prefeitura parou de lançar as despesas com o suposto óleo diesel "fantasma" nos processos de pagamento, o que demonstra a gravidade dos fatos denunciados”.

 

Gilliard Henrique diz, ainda, que a denúncia está bem fundamentada e possui provas contundentes das irregularidades praticadas. "O nosso trabalho não é de hoje, protocolamos a representação no dia 26/08/2014, ou seja, há quase dois anos. Tenho sido muito perseguido por buscar a verdade e barrar os desvios de recursos praticados pelo atual gestor, mas nunca desisti. Hoje a verdade vem à tona, mas o trabalho foi árduo para recolher as provas. Tentaram, inclusive, me intimidar, fui ameaçado e tentaram comprar testemunhas fundamentais com empregos ou vantagens, mas durante todo esse tempo venho acompanhando de perto os acontecimentos. Trabalhei com coragem e determinação para que os fatos fossem esclarecidos e tudo está encaminhando para isso. O importante é que os recursos não foram mais desviados e isso por si só representa uma grande vitória; assim, sobra mais dinheiro para a saúde e a educação, por exemplo. Estou lutando pela verdade há quase oito anos muito difíceis, mas agora acredito que a justiça será feita. Estou muito satisfeito com os resultados do nosso trabalho a favor de Gentio do Ouro. Quem busca a verdade não deve temer a mentira”.